estrutura

Governo do Estado dentro da estratégia de promoção do desenvolvimento econômico, social e ambiental de Santa Catarina e focando no desenvolvimento tecnológico do Estado, investiu recursos para viabilizar a construção do prédio central, através da FAPESC – Fundação de Amparo a Pesquisa de Santa Catarina, bem como o estudo de viabilidade do Órion Parque:

  • Área do terreno: 90mil m²
  • Distância do centro da cidade: 800m
  • Ao lado do IFSC – Instituto Federal de SC
  • Prédio central abrigará:
    • Incubadoras
    • Auditório
    • Estrutura de Apoio
    • Áreas de convivência
    • Praça de alimentação
  • Recursos do Governo Estadual: R$ 5milhões
  • Contrapartida do Município: R$ 1,2milhões

Empresas participantes (segmentos):

  • TI
  • Biotecnologia
  • Automação
  • Call Center
  • Instituições de apoio
  • Atração de novas empresas

O Órion Parque se constituirá num elemento estratégico para promover um processo de inovação na região, com qualificação profissional e desenvolvimento empresarial baseado na inovação, impulsionando a competitividade e alavancando a economia da serra catarinense, integrando o governo, universidades e empresas, compondo a tríplice hélice para a geração sistemática da inovação.

As empresas do complexo se constituirão no tecido empresarial, contribuindo para a dinamização da competência produtiva instalada (vocação), o desenvolvimento dos setores com potencial (competências das ICTI) e a atração de investimentos (capital e empreendimentos) para a região.

Para operacionalização do Órion Parque foi criado o Instituto Órion que tem por finalidade o planejamento estratégico regional, a interação, a cooperação e a sinergia entre universidades, empresas, organizações governamentais e não governamentais, agências de fomento nacionais e internacionais, de forma a estimular a inovação, o desenvolvimento tecnológico e o desenvolvimento sustentável e melhor qualidade de vida para a sociedade em geral.

Fale conosco