fbpx

 

Siga a gente nas redes sociais!

Blog

Governo do Estado premia iniciativas inovadoras de Santa Catarina; empreendedora Orion Parque é uma das premiadas

Maior premiação da inovação no estado, as 11 categorias do Prêmio Inovação Catarinense – Professor Caspar Erich Stemmer distingue aspectos como Inovação de Impacto Socioambiental, TCC Inovador, Professor e Jovem inovadores

Dispositivo de segurança para evitar afogamentos em piscinas, aplicativos desenvolvidos em escolas públicas e pele humana in vitro. Essas foram algumas das soluções inovadoras reconhecidas na quarta-feira, 19/02, pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc) no Prêmio Inovação Catarinense – Professor Caspar Erich Stemmer. A entrega dos troféus ocorreu no auditório da Acate, em Florianópolis, com a presença no governador Carlos Moisés.

Com 124 projetos e 30 finalistas em 11 categorias, a premiação homenageia projetos e serviços que impulsionam a inovação no estado. O governador destacou que o prêmio, que é promovido pela Fapesc desde 2008, é uma forma de estimular boas iniciativas. “O objetivo é trazer solução em todas as áreas e diminuir o sofrimento das pessoas. O Governo do Estado também tem esse tom de trabalhar com inovação e estamos conseguindo avançar em diversas áreas, como o Governo sem Papel”, reforçou.

O presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, acrescentou que a premiação englobou vencedores de diversas regiões do estado. “Essas pessoas fazem e transformam nosso Estado no que ele é: um estado inovador, um estado empreendedor. Ficamos muito satisfeitos com todas as categorias premiadas e com os participantes, pessoas e empresas que mostraram que a inovação está no DNA de Santa Catarina”, afirmou.

Além de entidades privadas e pesquisadores, órgãos públicos também foram reconhecidos. A Defesa Civil de Santa Catarina, por exemplo, foi a vencedora na categoria Governo Inovador com o Centro Integrado de Gerenciamento de Risco e Desastres. “Passamos a ter uma resposta muito mais rápida a desastres. É um projeto moderno e inovador. É muito importante para nós, como um órgão publico, estar dentro desse prêmio que envolve entidades privadas e outros projetos”, afirma o diretor de Gestão de Capacitação e Educação da Defesa Civil, Alexandre Corrêa Dutra.

A farmacêutica e professora da Udesc de Lages Maria de Lourdes Borba Magalhães também foi uma das premiadas da noite. Segunda colocada na categoria Agente de Inovação, ela conta que criou uma startup que está incubada no Orion Parque Tecnológico em Lages, a Scienco Biotech. “O reconhecimento é muito importante. Existem várias políticas públicas que auxiliam, mas esse prêmio reconhece o trabalho no final do processo”, pontuou.

E esses exemplos servem de inspiração para os pesquisadores que ainda estão no início desta trajetória, como é o caso de Gustavan Henrique Fainello Pavão, de 15 anos, que ganhou o segundo lugar na categoria Jovem Inovador. O estudante da Escola de Educação Básica Antônio Morandini, em Chapecó, desenvolveu um fone que, por meio da vibração, permite que a pessoa com alguma deficiência ou surda possa escutar. A meta agora é avançar. “Estou muito feliz com o prêmio de hoje e o plano agora é melhorar a solução”, projetou.

Participaram da cerimônia secretários de Estado, autoridades e profissionais do ecossistema de inovação.

Conheça mais sobre a Scienco e a empreendedora premiada, Prof. Maria Magalhães

Empresa residente no Orion Parque, a Scienco possui setor de pesquisa e desenvolvimento que executa diversos projetos de pesquisa para criação de insumos de diagnósticos, que atualmente são produzidos com alto custo em diversos países como Estados Unidos, Alemanha e Inglaterra.

A Scienco é focada no desenvolvimento de métodos cromatográficos de purificação de anticorpos humanos e diversas espécies animais, criando metodologias capazes de purificar Imunoglobulina G (IgG) com características superiores às tecnologias atuais, além de sermos a única empresa com tecnologia de purificação de anticorpos de aves (IgY). Além disso, a Scienco é a única empresa nacional que produz reagentes de imunoensaios como TMB pronto para uso para a indústria de diagnóstico in vitro.

Sócia-proprietária da Scienco, a professora do CAV-UDESC Maria de Lourdes Borba Magalhães coordena o programa de extensão “Educação, Inovação e Empreendedorismo”. Maria também foi eleita Líder em Saúde Humana da Região Sul do Brasil, pela Associação Nacional de Empresas de Biotecnologia (Anbiotec), para trabalhar no engajamento de pessoas e instituições em inovação.

Ela comentou a alegria e satisfação em receber a distinção:

“Sou apaixonada por Ciência, Tecnologia e Inovação. Sinto uma grande satisfação em me dedicar a solucionar problemas usando meu conhecimento científico. Apesar de me envolver em todas as ações de inovação por amor ao que faço, receber um reconhecimento institucional de um órgão como a Fapesc tem muito peso pra mim, faz uma diferença muito grande. Esse tipo de reconhecimento profissional nos enche de garra e dedicação. Por isso, esse prêmio está tendo um impacto importante na minha vida profissional”

Sobre o prêmio

Esta edição do Prêmio Inovação Catarinense teve 124 projetos inscritos em 11 categorias, vindos de empresas privadas, órgãos públicos e, especialmente, de setores da educação, que estão formando novas gerações de pesquisadores e empreendedores. Há também entre os finalistas jovens talentos de escolas públicas que usam a tecnologia e a inovação para buscar soluções nas áreas sociais e ambientais.

Confira a lista dos homenageados no Prêmio Inovação Catarinense:

Inovação de Impacto Socioambiental

  • 1º lugar: Ciser – Reaproveitamento de óleo de Têmpera (Joinville)
  • 2º lugar: Candiroo Soluções Sustentáveis (Joaçaba)
  • 3º lugar: Acqua Logic (Joinville)

Inovação em Processo ou Serviço

  • 1º lugar: Voltbras – Gerenciamento de eletropostos para inspirar pessoas a dirigirem veículos elétricos (Florianópolis)
  • 2º lugar: Prix Tech Software – PrixNeuron (Luzerna)

Inovação em Produto

  • 1º lugar: Biocelltis Biotecnologia – Pele Humana In Vitro (Florianópolis)
  • 2º lugar: Nanoscoping – Zoluções em Nanotecnologia (Florianópolis)
  • 3º lugar: Sienge Go – Softplan (Florianópolis)

ICT Inovadora

  • 1º lugar: Instituto Ânima Sociesc – Transformar a Educação do País (Joinville)
  • 2º lugar: Sinova – UFSC – Startup Mentoring 2019 (Florianópolis)
  • 3º lugar: Unochapecó (Chapecó)

Inventor Independente

  • 1º lugar: Sebastião Luiz Vieira – Safety Box Dispositivo de Segurança para Piscinas de Uso Residencial ou coletivo para evitar a morte por afogamentos (Blumenau)
  • 2º lugar: Rafael Bach – Piscina Vórtex (Imbituba)
  • 3º lugar: Sonia Regina de Castro – Armadura Tubular (São Pedro de Alcântara)

TCC Inovador

  • 1° lugar: Pedro Henrique Kappler Fornari – Sistema para Gestão de Grandes Infraestruturas – UFSC (Florianópolis)
  • 2º lugar: Gustavo Mendes da Silva – Equipamentos para Dosagem dos Agregados de Massas em Canteiros de Obras – Desenvolvimento de Protótipo – FURB (Blumenau)
  • 3º lugar: Felipe André Zeiser – Auxílio na Detecção de Massas em Mamografia Digitalizadas Utilizando Redes Neurais Convolucionais – UNOESC (Chapecó)

Professor Inovador

  • 1º lugar: Giselle Araújo e Silva de Medeiros – O Desenvolvimento de Aplicativos por Aplicativos de Escolas Públicas – Escola Herondina Medeiros Zeferino (Florianópolis)
  • 2º lugar: Carlos Rutz – Oficina de Robótica do Bompa – EEB Bom Pastor (Chapecó)
  • 3° lugar: Rodrigo Figueiredo Terezo – Experiência Educativa no Processo de Inovação – UDESC (Lages)

Jovem Inovador

  • 1º lugar: Mylena Reis Pinheiro, Vitor Piaia sob a orientação do prof. Alex Bonemberger
  • Desafio Lógico-Matemático Animado – Centro de Educação Profissional de Chapecó (Chapecó)
  • 2º lugar: Gustavan Henrique Fainello Pavão sob a orientação do prof. Cristiano Foresti
  • Som e Vibração: a produção de fones por indução bocal para surdos – EEB Antônio Morandini (Chapecó)

Governo Inovador

  • 1º lugar: Defesa Civil de Santa Catarina – Centro Integrado de Gerenciamento de Risco e Desastres
  • 2º lugar: Prefeitura de Luzerna – Desenvolvimento socioeconômico através do Empreendedorismo e Inovação
  • 3° lugar: Prefeitura de Joinville – Smart Mobilty

Empresa Inovadora

  • 1º lugar: Whirpool (Joinville)
  • 2º lugar: Softplan (Florianópolis)

Agente da Inovação

  • 1º lugar: Leo Rufato – Atividades Inovadoras do Grupo de Fruticultura – CAV-UDESC (Lages)
  • 2º lugar: Maria de Lourdes Borba Magalhães – UDESC (Lages)
  • 3° lugar: Luciana Flor Correa Felipe – Unisul (Tubarão)

Informações adicionais para imprensa:
Karine Wenzel
Assessoria de Imprensa – Secretaria Executiva de Comunicação – SECom
Email: karinew@secom.sc.gov.br

e Francieli Oliveira
Assessoria de Imprensa – Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de SC – Fapesc
E-mail: francieli@fapesc.sc.gov.br

Sem comentários
Poste um Comentário