fbpx

✅ Redes Sociais

🌎 Mapa

Blog

Em parceria com Orion, oportunidades de inovação no ambiente acadêmico são tema de live da UDESC

Evento on-line na próxima terça-feira (30/03), “Desafios e oportunidades em inovar no ambiente acadêmico” terá a participação de empreendedores, entidades e Orion Parque. 

Com a proposta de ampliar as discussões sobre o empreendedorismo universitário, a Udesc, em parceria com o Orion Parque e a Anbiotec (Associação Nacional de Empresas de Biotecnologia e Ciências da Vida) realizam o evento Desafios e oportunidades em inovar no ambiente acadêmico.

O evento faz parte de uma série de ações que a Coordenadoria de Projetos e Inovação da universidade, em colaboração com o Orion, está realizando no sentido de estimular a participação em práticas de inovação e empreendedorismo no ambiente acadêmico. O evento será realizado dia 30/03, terça feira, de forma on line. As lives ocorrerão no You Tube, neste link.

No encontro, vamos saber mais sobre dados de empreendedorismo universitário, e conheceremos algumas startups que foram criadas no ambiente acadêmico, além de entender quais as principais dificuldades e desafios enfrentados. Conhecendo um pouco mais sobre estes cases de sucesso, o objetivo é inspirar iniciativas de inovação tecnológica.

“Queremos apresentar cases de sucesso na região Sul, de startups criadas no ambiente universitário, demonstrando as possibilidades de inovação no ambiente acadêmico”, afirma uma das coordenadoras e promotoras do evento, a prof. Maria de Lourdes Borba Magalhães, que também tem uma startup – Scienco – incubada no Orion Parque.

Serão ao todo seis cases de startups apresentados ao longo do evento, que contará também com a participação do Orion Parque, mostrando o Reuni Experience, e a Anbiotec, que falará sobre os desafios para empresas de base tecnológica na transição universidade-mercado.

Foco na apresentação de oportunidades na fase além da academia

As universidades têm um papel chave no incentivo do empreendedorismo universitário. De forma integrada, as ações dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) têm justamente a ideia de promover as interações entre universidades e empresas.

A professora Carla Roczanski, que faz parte da Coordenadoria de Projetos e Inovação (Cipi), da Udesc, analisa que o impacto dessas ações são vistas quando consolidamos o elo entre as startups criadas e os cursos acadêmicos.

“A Universidade tem este papel de incentivo à inovação e de integrar a sociedade e os seus membros nas ações que vêm sendo desenvolvidas. Queremos ampliar o ambiente de inovação na UDESC, e iniciativas como esse evento vão ao encontro desta grande meta, permitindo que os cases de sucesso, das startups que já passaram por todo um processo de inovação, sejam de conhecimento dos nossos alunos e professores”, afirma Roczanski.

Opinião semelhante tem a prof. Maria, que recentemente foi tema de reportagem na revista Época Negócios. “O pesquisador precisa conhecer as oportunidades/estratégias que permitem que as inovações geradas na bancada do laboratório tornem-se tecnologias aplicadas às mais diversas áreas, desde a saúde humana, animal, até inovações no setor agro, ambiental, entre outros”, lembra ela.

Orion Parque promove empreendedorismo universitário 

Iniciativas que o Orion Parque promove para reforçar o incentivo ao empreendedorismo universitário, o Reuni e o Reuni Experience auxiliam estudantes, ainda dentro da universidade, a tirar ideias do papel e transformá-las em um novo negócio.

No Reuni, ajudamos os jovens a desenvolver um pensamento empreendedor e inovador, melhorando seus processos de validação de ideias, tendo acesso a cinco mentorias realizadas por profissionais do Orion Parque, que irão te mostrar ferramentas e processos para descobrir quem é o seu cliente, qual problema você resolve e se existe mercado para a solução pretendida .

Em novembro de 2020 o Orion Parque realizou uma edição histórica do Reuni Experience, quando mais de 80 estudantes, competiram entre si pelo título de Universidade mais Empreendedora da Serra e Meio-Oeste Catarinense. No evento, foram oferecidos problemas de segmentos específicos de mercado, como Turismo, Saúde e Comércio, e as equipes puderam escolheram o nicho em que gostariam de trabalhar para solucioná-lo, criando um novo negócio. O objetivo foi oferecer aos acadêmicos as vivências e emoções de todas as etapas da criação de um negócio, em apenas 72 horas.

Para a professora Maria Magalhães, movimentos empreendedores como o Reuni Experience trazem mais da vivência de crescimento fundamental nos egressos das universidades.

“O Reuni Experience é uma iniciativa fantástica do Orion Parque para o estímulo ao empreendedorismo universitário. Eu entendo que a parceria entre as universidades e os parques tecnológicos é também uma estratégia muito inteligente, porque os parques tecnológicos abrigam um ecossistema de inovação muito eficiente, e as universidades se beneficiam desta relação. A universidade precisa ser parceira destes ecossistemas de forma a potencializar sua capacidade de inovar”, refletiu.

Confira a programação completa: 

1 Comente
  • sayonara
    março 24, 2021 em 6:12 pm

    Muito bom.

Poste um Comentário

16 + catorze =