Redes Sociais

Mapa

Blog

Fórum de Cidades Digitais e Inteligentes aborda tecnologias para a Serra Catarinense

Prefeitos e gestores de 40 municípios estiveram reunidos nesta quinta-feira (10), no Orion Parque, para tratar de tecnologia e inovação no desenvolvimento dos municípios da Serra Catarinense.

Políticas para conectar a zona rural e como os municípios devem se preparar a chegada do 5G foram alguns dos temas abordados durante o Fórum de Cidades Digitais da região, promovido pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura Municipal de Lages e Orion Parque. “Seja cidade digital, conectada ou inteligente, o importante é a adoção de tecnologia que impacte na melhoria da vida das pessoas. E o objetivo deste evento é trazer informações que possam contribuir com a formulação de políticas públicas”, ressaltou o diretor da RCD, José Marinho.

Os prefeitos de Rio do Sul, José Thomé, de Urubici, Mariza Costa, e de Campos Novos, Silvio Zancanaro, apresentaram projetos tecnológicos de destaque nas áreas de transparência, turismo inteligente e sustentabilidade. “Você consegue fazer com que o cidadão tenha acesso a todas as informações. Tudo gera transparência e mostra para o cidadão que a gente de fato está aplicando bem o dinheiro público”, afirmou o prefeito José Thomé ao mostrar as ferramentas que fizeram Rio do Sul ser reconhecida como a cidade mais transparente do Estado.

O assessor especial do Governo do Estado de Santa Catarina, Lucas Neves, também frisou a economia gerada com a adoção de processos eletrônicos. “Esse fórum com certeza contribui muito para que a gente possa pensar em soluções para os problemas que afetam a vida das pessoas”, comentou o assessor. “É um evento de extrema importância pelo momento que estamos vivendo”, lembrou a prefeita de Palmeira e presidente da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures), Fernanda Córdova.

Para o vice-prefeito de Lages, Juliano Polese, o planejamento estratégico é fundamental no processo de transformação digital das cidades. Ele destacou a implantação de projetos como o Saúde na Mão Lages que já realizou mais de cinco mil atendimentos. “As pessoas não precisam mais se deslocar, é mais comodidade para o cidadão, são menos pessoas para serem atendidas presencialmente, por isso lançamos esse projeto de uma forma mais rápida”, contou Polese ao mencionar a necessidade de inovar no momento de crise diante da pandemia do coronavírus.

5G na Serra Catarinense – Um dos desafios atuais para as Prefeituras é a implantação do 5G. Para receber os investimentos de infraestrutura da nova tecnologia que promete impulsionar a economia do país e o desenvolvimento das cidades inteligentes, o gerente de Projetos da Secretária de Telecomunicações (SETEL) do Ministério das Comunicações, Hélio Maurício Miranda da Fonseca, reiterou que os municípios terão papel decisivo na celeridade do processo, já que as legislações municipais precisam estar em conformidade com a Lei Geral das Antenas. “Na medida em que a gente precisa retomar a economia para gerar novos empregos, atração de investimentos, a segurança jurídica é muito importante. A participação dos senhores é fundamental dentro da municipalidade porque sem essa participação não teremos os benefícios completos do que o 5G pode nos oferecer”, disse o representante do Ministério das Comunicações no evento.

Conectividade – Quatro municípios do Estado: Pinhalzinho, Treze de Maio, Orleans e Vargeão já podem servir de referência para as Prefeituras que querem levar conexão em fibra óptica para a zona rural. Foi o que destacou o secretário de Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural de Santa Catarina, Altair Silva, ao apresentar o programa desenvolvido pela pasta, ressaltando a necessidade de oferecer as mesmas facilidades do meio urbano. “Liberamos para cada município o convênio de R$300 mil para investir em internet com fibra óptica”, disse.

Outro assunto que impactará diretamente nas cidades é a Política Nacional de Ensino Digital, que tramita em caráter de urgência na Câmara dos Deputados e precisa ser votado ainda neste mês pelos parlamentares.

De acordo com a autora do projeto, deputada Angela Amin, é preciso preparar a população e estudantes para a era digital. “O cidadão precisa ser preparado para esse novo momento. Precisamos avançar no processo de transformação do conhecimento e a pandemia acendeu a luz da importância dessa inovação”, frisou a deputada.

O Fórum de Cidades Digitais e Inteligentes da Serra Catarinense teve o patrocínio ouro da 1Doc e Perfilcomp; prata da Betha Sistemas, Aprova Digital, IPM Sistemas, Playmove e Inovadora Sistemas; e apoio das Associações de Municípios da Região Serrana (Amures), Região do Contestado (Amurc) e Alto Vale do Itajaí (Amavi).

Sem comentários
Poste um Comentário

três + 17 =