fbpx

 

Siga a gente nas redes sociais!

Blog

Programa Nascer da Fapesc concentra atividades online para reduzir riscos de contágio; em Lages, trabalho segue à distância

A quarentena para controle de propagação da Covid-19 tem mudado a rotina dos contemplados nos editais da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável. Um exemplo é o Programa Nascer, de fomento e desenvolvimento de ideias, que iniciou em março as atividades com 155 equipes. As conversas com mentores são realizadas agora a distância, com ajuda de ferramenta, para reduzir os riscos de contágio com o novo coronavírus e manter o fluxo de trabalho. Já os encontros presenciais foram suspensos e substituídos por videoconferências e webinars.

O coordenador do Programa Nascer de Videira, Leandro Hupalo, destaca que além das atividades disponíveis na plataforma há uma agenda semanal de videoconferências com convidados. Já foram realizadas duas palestras e para os próximos dias estão previstas conversas com especialistas sobre carreira e negócios. “Os participantes estão interagindo bem com as atividades propostas. As equipes apresentam muita qualidade e interesse em se desenvolver enquanto empreendedores”.

O presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, destacou o avanço das ações do Programa Nascer com ajuda de ferramenta online. “As capacitações vão ter continuidade para os mais de 150 empreendedores em todas as regiões do Estado. Eles seguirão recebendo orientações, mentorias e conhecimentos para modelar seus negócios e em breve ajudar Santa Catarina a retomar o desenvolvimento”, afirmou.

O superintendente do Sebrae/SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca, salientou ainda a importância do programa para o desenvolvimento de novas empresas. “Nosso objetivo com o Programa Nascer é criar uma trilha da inovação, incentivar a criação de startups e contribuir para o surgimento de novos empreendedores”, completou.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, é importante que o Estado desenvolva oportunidades em tempos de crise. “Acredito que este momento vai passar, pois temos um povo batalhador e, sobretudo, inovador. E a Fapesc tem esse papel de fomentar o ecossistema de Santa Catarina”, reforça.

Em Lages, trabalho segue desenvolvendo ideias inovadoras

Mesmo com o isolamento social, as atividades em Lages do Cocreation Serra seguem capacitando os empreendedores, através de webinars e videoconferências.

Para Julia Rodrigues, responsável pelo Cocreation Serra, o principal objetivo do Cocreation, que é o networking entre os participantes, consegue ser mantido, mesmo com o isolamento temporário.

“A temática do Cocreation funciona, normalmente, com palestras e workshops, além de consultorias com alguns dos palestrantes, que são voluntários. Com o isolamento, fizemos reuniões de 30, 40 minutos com cada equipe, e todas foram muito produtivas. Assim a coordenadora já conheceu os projetos, os projetos conheceram ela, já tiraram dúvidas, e isso impulsionou eles um pouco mais. Essa semana já tivemos bastante webinars. Isso está ajudando bastante nessa etapa. Na segunda-feira, dia 13, tivemos o primeiro evento online específico para a turma da Serra, de construção do DNA do Negócio. Infelizmente o networking entre os participantes fica prejudicado, mas nessa semana tivemos um participante que queria fazer uma pesquisa de validação, com os colegas, e o incentivamos para que ele mandasse no grupo e compartilhasse conosco, promovendo a troca de ideias e experiências, multiplicando o conhecimento entre todos”, comentou Julia.

Conheça mais sobre o Cocreation, programa em parceria com o Sebrae SC

Ao todo, 155 ideias foram aprovadas na última edição do Programa Nascer, que é realizado pela Fapesc em parceria com o Sebrae. As equipes foram distribuídas entre em 15 cidades que já têm ou ainda terão os centros de inovação do Governo do Estado. Os participantes recebem cinco meses de mentoria e apoio de especialistas para desenvolver ideias que poderão ser posteriormente incubadas. Só em Videira, por exemplo, são 12 projetos que envolvem 41 pessoas. Lá, as atividades do Nascer começaram em 5 de março, junto com a inauguração do centro de inovação da cidade.

“Durante o programa, temos cerca de 35 palestras, workshops e treinamentos para complementar as atividades disponíveis na plataforma. Agora, os cocreators (participantes) seguem recebendo conteúdo de qualidade durante este período de isolamento social”, destacou o fundador do Cocreation Lab, Luiz Salomão Ribas Gomez, que usa a metodologia TXM na qualificação dos aprovados no Programa Nascer.

Confira a lista de todos os projetos aprovados no Programa Nascer

Aprovados no Programa NASCER – FAPESC.

Abaixo, os selecionados em Lages

Com informações: FAPESC

Sem comentários
Poste um Comentário